Category : Video marketing

Cases Produção de vídeo Video marketing

Como marcas inteligentes estão usando vídeos para gerar engajamento

Como marcas inteligentes estão usando vídeos para gerar engajamento


Uma das principais características do marketing digital é a capacidade de mensuração de resultados detalhados — o que facilita bastante identificar se houve retorno do investimento em cada uma das ações. E com os vídeos não é diferente. Alcançar resultados palpáveis é um desafio e tanto, principalmente considerando a quantidade de conteúdo disponível para o usuário. Por isso, é importante direcionar bem a produção audiovisual para alcançar a interação desejada de acordo com os seus objetivos. Veja como marcas inteligentes estão usando vídeos para gerar engajamento e inspire-se para desenvolver a sua própria estratégia:

Produza vídeos com o seu produto, e não sobre ele

O marketing de conteúdo se baseia em produzir material útil para o seu público sobre determinada área de conhecimento. Assim você promove a sua marca e, também, a sua posição de autoridade nessa área. Para fazer isso, é preciso pensar fora da caixa e descobrir quais são os conteúdos úteis e desejados pelo seu consumidor.

Faça vídeos demonstrando situações nas quais o seu produto é bem usado. Para resolver um problema cotidiano, por exemplo, com dicas de produtividade. Os vídeos da GoPro são uma excelente amostra, pois demonstram inúmeras aplicações de suas câmeras nos mais diferentes esportes radicais. Ao longo dos anos, muitos consumidores produziram vídeos semelhantes e agiram como “advogados” da marca, popularizando ainda mais o produto.

Mostre o seu diferencial

Use o vídeo para ganhar visibilidade para a sua qualidade, para o seu padrão de atendimento ou para o seu processo de produção diferenciado. Hoje, os consumidores valorizam muito a transparência e a sensação de exclusividade, que podem ser concretizadas com a ajuda de vídeos inspiradores e bem produzidos.

Mais uma fabricante de câmeras dá o exemplo: o processo de produção manual de cada unidade da Leika M9-P Edition Hermés é mostrada neste vídeo, que ressalta o cuidado com os detalhes e a qualidade dos materiais usados nesse produto para lá de diferenciado.

Crie vídeos sob demanda

Se o seu consumidor pede dicas, informações complementares ou formas diferentes de usar o seu produto ou serviço, uma maneira interessante de atender a esses pedidos é produzir conteúdo para um canal de vídeos. Dessa forma, você mata dois coelhos com uma cajadada só. Dialogar com seu público, atraindo atenção positiva para sua marca, e criar demanda para consumo da sua produção de conteúdo digital: quem não quer isso?

O canal do Magazine Luiza publica dicas de uso de produtos à venda em sua loja como uma forma de incentivar as compras em vários segmentos diferentes. Atenção ao começo do vídeo, no qual a própria personagem incentiva os pedidos de novos conteúdos a serem publicados no canal.

Faça piada de si mesmo

Segundo alguns gurus, saber rir das coisas da vida — inclusive de si mesmo — é um dos segredos da felicidade. E esse pode ser também um segredo de sucesso com vídeos on-line. A Microsoft, cansada de “apanhar” com feedbacks de usuários furiosos contra o navegador Internet Explorer, lançou este vídeo que fez muita gente se identificar com o personagem — e repensar sua opinião sobre o browser que todos amam odiar.

E você, conhece outros exemplos de como marcas estão usando vídeos para gerar engajamento? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Fale com a gente! Deixe suas dicas e dúvidas em nossa seção de comentários!

Read More
Video marketing

Vídeo e redes sociais: por que você precisa fazer

5_maneiras_de_usar_vídeos_curtos_nas_redes_sociais.jpg.jpeg

Você está logado em alguma rede social? Então dê uma olhada rápida na página principal e responda: há vídeos sendo disponibilizados? Alguns deles divulgam, de alguma forma, uma mensagem de marketing? A resposta para essas questões tem tudo para ser positiva. Afinal de contas, o compartilhamento de vídeo em redes sociais vêm se tornando uma prática cada vez mais comum. Mas por que tantas empresas vêm apostando na produção de conteúdo audiovisual para a web? Descubra a seguir:

Vídeos para redes sociais melhoram a relação com o público

De nada adianta produzir uma propaganda básica e divulgá-la de forma massiva em todos os canais. É preciso levar em consideração o perfil de cada ambiente. O vídeo em redes sociais funciona, na verdade, como o facilitador do entendimento de uma mensagem e deve ser, assim como a própria natureza desses ambientes, rápido e cativante. Portanto, não complique!

Os vídeos para redes sociais também devem ser planejados para a visualização em computadores e nas diminutas telas de smartphones e tablets. Não é fácil chegar nesse resultado, mas com a ajuda da equipe e das ferramentas corretas, além de uma boa dose de criatividade, isso é possível. Você notará que, ao produzir um material interessante e de qualidade, a relação entre sua marca e o público mudará para melhor.

Vídeos para redes sociais têm vida própria

Tudo parte de uma ideia. E a partir de um bom roteiro e uma boa produção, o conteúdo audiovisual para a internet — seja ele divulgado em seu próprio site, no YouTube ou no Vimeo — toma vida própria. A resposta virá por meio das moedas das redes sociais: curtidas, comentários, compartilhamentos etc. Por isso, a divulgação não precisa ser muito forte — apenas suficiente para que chegue aos primeiros olhos e ouvidos atentos.

O importante é que o formato e o conteúdo do vídeo estejam alinhados para engajar os usuários. Ou seja, é preciso que o espectador consiga entender e interpretar o assunto em pauta. Também é importante facilitar ao máximo o compartilhamento do material entre os usuários e estar aberto ao feedback. Aceite as críticas e busque sempre melhorar seus resultados.

A explicação de um processo, produto ou serviço pode acabar se tornando uma ótima ferramenta para conquistar fãs que, por tabela, estreitarão os laços com a sua marca. E quem não deseja isso?

Vídeos para redes sociais são facilmente mensuráveis

Não se esqueça de que, para poder entender o que faz sucesso entre o público e quais podem ser os próximos conteúdos a serem produzidos pela sua empresa, você precisa mensurar os resultados. Calcule a porcentagem de quem visualizou e de quem gostou do seu material. Entenda o que não deu certo para, da próxima vez, ajustar. Dessa forma você poderá, quem sabe, criar um conteúdo viral.

Agora que você já sabe quais são os motivos para investir em vídeos para redes sociais, conte para a gente: qual será o seu plano de marketing com conteúdo audiovisual? Estamos curiosos. Compartilhe suas ideias em nosso campo de comentários!

Read More
Video marketing

5 lições que podemos aprender com as redes sociais da Netflix

open-uri20160603-6-1h7c0cx.jpeg

Com mais de 80 milhões de assinantes em todo o mundo, a Netflix é hoje tudo aquilo que as locadoras gostariam de ser. Ou melhor: de ter sido. No entanto, todo esse sucesso não acontece apenas por causa de seu catálogo de filmes e séries. Nada disso! Uma boa parcela do hype que envolve esse grande provedor de streaming vem também da maneira com que ele trabalha as suas redes sociais.

Duvida? Então que tal dar uma olhadinha nessa lista que fizemos com as 5 maiores lições que você e sua empresa podem aprender com as redes sociais da Netflix? Vem com a gente.

Separar uma parte da verba de marketing para a produção de vídeos

Em outubro de 2015, a Netflix lançou um divertido vídeo intitulado “Mandamentos Netflix”, no qual vários atores de suas produções listavam as “leis” que todos os maratonistas de séries deveriam seguir religiosamente.

Um vídeo que, além de ter tido mais de 100 mil views só no canal da NetflixBrasil, claramente foi planejado e pensado com bastante antecedência, já que não seria fácil unir todos os profissionais em um só lugar, uma só data, para gravar as cenas.

E aí vem a lição número 1: separe uma parte da verba de marketing — e do tempo — para a produção desse tipo de vídeos voltados para falar do seus produtos  nas redes sociais.

Ficar de olho em tudo que tem a ver com sua audiência

Olha só que coincidência: em 2015, quando estreava na Netflix a série Jessica Jones, também aconteceu uma briga entre 2 garotas da Zona da Mata mineira, responsável pelo meme “já acabou, Jéssica”? E aí, claro, a empresa foi lá e usou o meme para falar de sua série nas redes sociais.

Algo que só funcionou porque a Netflix fica de olho em tudo que tem ver com seus produtos, como esses memes de internet e até acontecimentos de Brasília, que sempre inspiram sacadas geniais do perfil de House of Cards e fazem a audiência se engajar ainda mais com a marca.

Saber aproveitar o timming das redes sociais

Bem, mas não adianta apenas ficar de olho no que acontece pela internet. Além de ser antenada, a Netflix também se dá bem nas redes sociais pelo fato de saber pegar o timming certo, não deixando para fazer piada na semana que vem com algo que viralizou hoje.

Planejar com antecedência o conteúdo em vídeo

Um dia antes da Parada LGBT, que aconteceu em São Paulo, a Netflix lançou um emocionante vídeo que mostrava vários dos personagens gays de suas séries — como em Sense8 e Orange Is the New Black — e falava sobre a importância de tê-los sempre presentes em suas produções. Um tipo de vídeo que só foi produzido e lançado com tanta sincronia graças a um planejamento antecipado de ações.

Saber que nenhuma ação conversa com 100% da audiência

Imagens com referências a virais da internet, zoações com acontecimentos recentes da política e vídeos com mensagens gay-friendly. Com milhões de assinantes dentro e fora do Brasil, é possível acreditar que nem todas essas mensagens devam conversar com a maioria dos assinantes do serviço, certo? Afinal, nem todo mundo é tão ligado na internet, no que acontece em Brasília ou tem a mesma opinião sobre o movimento LGBT. Mas isso não importa para a Netflix.

O que interessa para eles é fazer uma construção de marca que converse com o público-alvo e que se identifica com ela. Pense bem: já que o serviço é bom e barato, com certeza muitas pessoas vão assiná-lo. No entanto, a empresa também precisa ser uma lovebrand, uma marca amada por uma fatia do mercado. E aí, para fazer isso, só criando conteúdo em vídeo interessante e que converse com eles.

Viu como é possível aprender várias lições com a Netflix com a forma com que ela atua nas redes sociais? Pois então, agora que você já sabe de tudo isso, que tal colocar as lições em prática?

Curtiu o post? Então aproveite para curtir também a nossa página no Facebook e ficar por dentro de outras novidades.

Read More
Video marketing

Pequenas empresas: o vídeo marketing também funciona para vocês

Pequenas_empresas_o_vídeo_marketing_também_funciona_para_vocês.jpg.jpeg

“Produção de vídeo? Eu não tenho condições para isso!” Muitas vezes a gente acaba ouvindo essa resposta quando começamos a falar sobre os benefícios do vídeo marketing para os donos de pequenas empresas. Só que, ao contrário do que alguns deles acham, esse tipo de produção não só é mais barata do que parece como também apresenta um grau de retorno do investimento muito maior que outros tipos de mídia.

Não acredita? Então confira o confira o post e veja só com os seus próprios olhos. Vamos lá!

Investimento leve e sem gordura

Vamos supor que você é um pequeno empresário, dono de uma loja virtual de câmera fotográficas profissionais recém-lançada.

Bem, se você quiser vender, não é preciso ser o David Copperfield para imaginar que será preciso gastar algum dinheiro com anúncios para começar a faturar, certo? Mas onde você iria anunciar? Em uma revista, ao lado de outras dezenas de anunciantes? No rádio, sem saber se alguém ouviu ou não a sua mensagem e quantas pessoas tinham o perfil do seu público?

Pois com o investimento em vídeos para a web não tem esses problemas. Aqui é possível direcionar a sua mensagem exatamente para quem pode ter interesse no produto, cortando (e muito) a gordura do seu investimento. E com um detalhe: aqui você também pode produzir uma mensagem direcionada exclusivamente para um determinado público.

Mensagem direcionada

O seu cliente do Rio de Janeiro costuma efetuar a compra por um motivo diferente daquele do Acre? Seu e-commerce conversa melhor com um determinado bairro de Belo Horizonte, mas você gostaria que a publicidade também atingisse outra região, mais perto da sua loja física para aumentar as vendas por lá?

Ao optar pelo vídeo marketing para a web, você pode criar pequenos conteúdos direcionados para cada um desses públicos fazendo com que eles recebam apenas os vídeos personalizados por região. Algo que na TV quando não é mais caro, é praticamente impossível de ser feito.  

Ah, e vale lembrar que nós já falamos outras vezes por aqui sobre a importância dessse tipo de conteúdo personalizado em campanhas de marketing. Conteúdo esse que, inclusive, costuma ter a produção com custo mais baixo do que outras.

Baixo custo de produção

Podendo ser produzida com ajuda de animações, motion graphics e até o modelo tradicional de filmagem (com atores, locações etc.) a estratégia de vídeo marketing para a web tende a sair muitas das vezes mais em conta do que aquelas feitas para a TV.

Mais em conta e também mais rapidamente, já que, por serem veiculados na web, não é necessário lidar com as infinitas regras e burocracias que você pode esbarrar ao tentar anunciar no comercial daquele famoso jornal da noite.  

Pronto, viu como o vídeo marketing pode de fato funcionar até mesmo para as pequenas empresas? Então, que tal começar a seguir esse tipo de ideia quando for produzir a sua próxima ação de vendas? E por falar em “seguir”, aproveite para curtir a nossa página no Facebook.

Read More